6 de fev de 2009

Energia Pura sob a ótica de Elaine Reis


A proposta do Toque de Anjo é levar até você, de forma sutil, a percepção de que os anjos estão ao nosso redor, alguns por tempo indeterminado, outros por um curto espaço de tempo, outros nos virão através dos sonhos, da pintura, da música, de um filme, de um grande amigo, de uma profunda oração, enfim... Se existe algo que podemos fazer para sentir essa presença divina é: abrir o coração, nos permitindo enxergar além dos cinco sentidos, desta forma, poderemos abraçar as surpresas que o mundo nos reserva.

O texto a seguir trata disso, desse anjo que caiu do céu na vida de algumas pessoas e, conseqüentemente, das ondas que esse Tsunami fez chegar ao coração de cada um. Espero que vocês vejam o filme e voltem aqui para opinar sobre o que acharam, a opinião de cada um abrirá espaço para muitas reflexões.

Energia Pura

Me senti órfã depois do filme. Sabe quando você encontra alguém muito bom e você quer tê-lo por perto, quer cuidar desse alguém? Não abandoná-lo com a falsa ilusão de poder cuidar ou dar o melhor a ele? Quanta ilusão!! Se tivéssemos esse privilégio de termos essa pessoa ao nosso lado é porque quem mais precisaria desse alguém seríamos nós, quem iria aprender com ele seríamos nós, quem iria se lembrar sempre dele seríamos nós. Fiquei emocionada ao ver o filme que é uma breve história sobre a nossa concepção de vida aqui na terra, sobre os nossos preconceitos, rejeições, inadequações, diferenças, aceitações, enfim, o velho drama da humanidade. Mas, essa breve história de Jeremy me tocou muito porque me fez lembrar de Jesus, de Gandhi, de Madre Tereza, de todas àquelas pessoas quase deuses que amaram demais e nós não os entendíamos direito.

Sempre o amor, é por isso que apesar de todas as atrocidades que acontecem no mundo, ainda dá pra acreditar que tudo está como deve ser, que estamos aqui pra vivenciarmos essa era, essa forma, essa maneira de viver e quando tudo acabar (se acabar?) estaremos diferentes (talvez outros corpos, outros planetas, outras capacidades, competências, sei lá), mas, ainda vivos, afinal, tudo se transforma.

Existem alguns aspectos da condição humana que são extremamente difíceis de serem alcançados, um deles é a consciência da unicidade; como nos fazermos entender? Mas, será que é isso que devemos fazer? A resposta certa é não, cada um tem um tempo diferente pra perceber as coisas, cada um tem uma experiência divina diferente, cada um é todos e todos é cada um, é totalmente paradoxal, mas é incrível e maravilhoso saber.

Como será que se sentiram eles, os nossos exemplos de vida com a grande experiência de amar tão profundamente o próximo sem serem entendidos, como eles conseguiam contornar tudo e ainda assim, diante da nossa incapacidade de perceber o todo, como eles tiveram paciência conosco? Como podemos amar tão pouco, usar tão pouco o cérebro a serviço do bem, a serviço do bem maior? Como tantas coisas podem acontecer sem termos feito nada para impedir? Como tanta coisa?...

Mas aí, basta uma pequena centelha para sentirmos algo mais, para começarmos a abrir os olhos, a enxergarmos um pouquinho com a alma imortal, transcendente, mutante, caótica, livre, incontinenti, universal, e eis que então, algumas mudanças se processam.

Esse despertar que pode ser advindo de qualquer fonte (filme, conversa com o amigo, profissionais, enfim) nos ocorre como o primeiro passo a caminho do infinito, se vamos deixar de sentir medo, angústia, dor... Bem, isso eu também não sei, espero chegar lá para saber, mas que tudo isso toca o coração de maneira extraordinária e faz você se sentir uma outra pessoa... Bem, isso faz. Então, vamos abrir o coração e enxergar o mundo de maneira diferente.

Um Feliz Olhar Diferente para Todos.
Grande abraço,
Lane Reis

Perfil:
Elaine Reis é Relações Públicas, graduada pela Universidade Católica do Salvador; amante da literatura mundial, de muitos, muitos filmes, de estar com os amigos e, acima de tudo, do bem-estar, individual e coletivo.
Aquariana nata, apreciadora do sol, da liberdade e dos ideais que movem a humanidade rumo ao crescimento e à transcendência.


Filme Indicado:
Energia Pura (Powder).
Leia também o artigo: O curioso caso de Benjamin Button, o filme.

2 comentários:

  1. Parabens pelo trabalho maravilhoso, pois e uma forma de despertar a essencia da espitualidade aos seres um pouco seticos.Mostrar q ha uma grande forca interna q alimenta, o espirito e tambem ofisco ja, que encontra harmonia entre os dois mundos.
    Sinto me privilegiada por acompanhar seu trabalho
    q A forca Superior continui a lhe iluminar.
    Um grande abraco,
    Fatima.

    ResponderExcluir
  2. Elaine é assim mesmo como se revela nestas palavras tão iluminadas quanto "inquietantes".

    Quem já a conhece, sente-mais feliz em ler este seu maravilhoso texto; quem ainda não
    a tem próximo, com certeza se aproximará
    rapidinho dela depois de ler tão bela declaração de amor e de vida.

    Um beijão minha lindíssima Amiga!

    Ruy Barrão.

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito importante para mim. Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Anjos do Toque

Toques Iluminados e Amigos