12 de fev de 2009

Energias. Parte I


Ao longo da minha vida tenho percebido como as “energias” atuam sobre as pessoas. Eu mesma já fui “vítima”* de energias intrusas, muitas vezes estava me sentindo bem e, repentinamente sentia-me como se estivesse murchando, ficava triste, sem ânimo. Isso sempre me intrigou. Com o passar do tempo, através da literatura, tomei conhecimento da ação das energias intrusas, campos e pontos energéticos.

Em um dos muitos livros que li, sobre o assunto, descobri que há mais de 40 anos, o Professor de Física, Newton Milhomens desenvolve experimentos na área de Parapsicologia e com a ajuda de uma máquina Kirlian** (kirliangrafia) pôde observar que certas características surgem constantemente no halo luminoso, indicando se a pessoa encontra-se em perfeito estado de saúde, físico ou psíquico, ou se está com algum distúrbio.

O processo Kirlian não é destituído de fundamentos científicos, muito antes de o Professor Milhomens pesquisar o fenômeno, houve outros estudiosos do efeito.Em 1777, o alemão George Christopher Lichtenbe obteve, através de eletricidade estática, imagem de poeira, chamada de eletrográfico, citamos também, o croata Nikola Tesla que em 1880, fez uma demonstração pública de halo luminoso em redor do corpo humano ao ser exposto a um campo eletromagnético de alta voltagem e freqüência. Todavia, são os russos os maiores aficionados nas pesquisas, em 1939, o russo Semyon D. Kirlian, inventa a máquina que recebe o seu nome e desenvolve pesquisas sistemáticas e cientificas com o apoio de outros cientistas soviéticos. Poderíamos relacionar muitos e muitos outros pesquisadores do assunto, demonstrando a relevância do trabalho, porque as críticas e barreiras encontradas pelos precursores foram muitas.

Como diz o professor Milhomens, “existem (...) pessoas preconceituosas, que se acostumaram a pensar e raciocinar de uma única maneira, avessas sequer à idéia da introdução de qualquer assunto novo e que preferem permanecer no “estabilishment” ou no “status quo”. É uma pena, que ainda estejamos tão ligados aos sentidos primários. Aquela máxima, ver para crer.

Muitos indicadores de caminho já passaram por isso, foram incompreendidos e hoje a ciência moderna os reconhece como “mentes brilhantes”, outros, porém, preferem chamá-los de “homens cosmo- conscientes”

Exemplos desses homens fizeram história em diferentes partes do planeta, dentre eles, citamos: Jesus, Buda, Krishina, Mahatma Gandhi, Lao-Tse, Pitágoras, Platão, Isaac Newton, Albert Einstein, Leibniz, Galileu, Descartes... Aqui eu cometo o pecado de interromper a lista, pois outros nomes brilhantes integrariam este rol. Cada um com a sua importância e contribuição para a evolução do Ser e da Vida.

As críticas e discussões são muitas acerca do fenômeno Kirlian, porém estudos realizados por algumas instituições de pesquisa como: o Centro da Saúde da Universidade de Salford, na Inglaterra; Cultura Física de São Petersburgo e Centro de Radiologia de Abteilung, na Alemanha, mostraram resultados significativos.

O professor Milhomens afirma que “o halo energético fotografado pela máquina Kirlian é dinâmico, varia de cor, de tamanho, de aspecto e de forma, consoante a pessoa em questão esteja alegre, triste, amorosa, odienta, saudável, doente, cansada, descansada, conflitada, angustiada, etc.”

Ao fotografar o campo energético de uma pessoa, verifica-se que as cores captadas indicam as emoções do indivíduo exposto à máquina, ora, já é sabido pelos holísticos que o corpo emocional carrega os nossos sentimentos, emoções e peculiaridades do caráter. As nossas emoções e pensamentos influem diretamente no corpo físico e que muitas doenças, primeiro, manifestam-se psicossomaticamente nos corpos mental/emocional, caso não sejam diagnosticadas e tratadas em tempo, irradiarão para o corpo físico. Estamos admitindo agora, o que os chineses, hindus, japoneses e outros povos antigos já sabiam há muito tempo.

A ciência moderna já provou que o Universo é formado por energia, mas, há outras formas de energia mais sutis que permeiam todos os seres vivos, essas energias chamadas de “prana” pelos hindus, “ch’i” pelos chineses, “ki” pelos japoneses e na Bíblia “maná”, ou comumente conhecida por “Energia Vital”. Essas forças atuam sutilmente no corpo físico, através de um intricado sistema de energia que é formado por: corpos etéricos /energéticos; chakras (pontos de energia em nosso corpo) e nádis (canais energéticos).

No próximo artigo vamos ver a importância de mantermos esse sistema de força energética em harmonia para termos saúde, vitalidade e bem estar, contrariamente, quando estamos com qualquer um dos elementos citados em desequilíbrio, nos causam distúrbios físico, psíquico e mental.

Termino este ensaio com um pensamento aludido a Einstein:

Solicitaram a Albert Einstein que ele definisse "luz". “O que é a luz? Einstein, em dos seus sublimes momentos de inspiração, respondeu:
- A luz é a sombra de Deus...


Então, imaginem quanta energia há em Deus?

Beijos na Alma,

*Vítima: Não há vítimas, nós permitimos ou atraímos tudo o que nos acontece, conscientemente ou não.
** Kirlian: Câmara especial que fotografa a aura ao redor do corpo humano

Literatura indicada e pesquisada:

Milhomens, Newton - Parapsicologia o Modelo Energético do Homem - O efeito Kirlian.
Rohden, Humberto - Einstein - o Enigma do Universo
Sharamon Shalila & Baginski - Chakras - Mandalas de Vitalidade e Poder.
Junior, Ademir Barbosa - Transforme sua Vida com o Reiki - Guia prático de curas e iniciações.

Imagem: www.publicdomainpictures.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim. Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Anjos do Toque

Toques Iluminados e Amigos