4 de nov de 2009

Apenas um até breve...


Ontem fiquei um pouco mais órfã, a minha querida madrinha/mãe foi abrilhantar o andar superior com a sua beleza e delicadeza tão singulares.
Compreendo que foi o melhor que o Criador fez, mas o vazio é enorme.
A saudade é latente, porém não posso ser egoísta e querer as pessoas amadas ao meu lado, pagando um preço alto: do sofrimento.

Transcrevo aqui um versinho da Fátima Irene:

“... Engraçado... eu tinha tanto medo de perdê-la e, no entanto percebo agora que não a perdi: eu a ganhei de forma sumamente mais plena, na medida em que tenho assimilado um pouquinho das suas mais delicadas virtudes...”

O que posso dizê-la minha querida? Siga em paz, sempre te amei e te amarei.

Beijos no seu iluminado espírito,

Simone Anjos
Leia também: Ao meu públicoImage by: http://free2use.it/












3 comentários:

  1. Meus sentimentos amiga.

    Ainda não aprendi a superar a dor da separação de entes queridos.

    Boa noite.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  2. Olá Simone! Nessas horas é tão dificil dizer algo, pois não preenche a dor e o vazio que sentimos! A saudade também castiga e corrói os nossos corações.
    É um assunto que também não aprendi a aceitar com naturalidade ainda, talvez porque perdi o meu anjo da guarda que foi a minha mãe!
    Força e acredite em Deus acima de tudo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Queridas amigas: Ana e Rosana,
    Obrigada pelas palavras de carinho e conforto nesse momento de mudanças...
    Beijos na alma,

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito importante para mim. Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Anjos do Toque

Toques Iluminados e Amigos