28 de jan de 2009

A influência da música


A música tem grande influência sobre nossas vidas, a depender do rítmo ou estilo desperta fortes emoções, eleva-nos ao estado de êxtase, acalma-nos ou excita-nos. A terapia dos sons ou musicoterapia alerta-nos para termos cuidado com os sons desarmônicos que podem desencadear nervosismo, agressividade, desânimo. As tribos, os místicos e sábios antigos reconheciam a música como uma das formas de cura, harmonização, elevação da consciência e aproximação do homem com o Criador.

Conforme Shalila Sharamon e Bodo J. Baginski em seu livro Chakras Mandalas de Vitalidade e Poder, “(...) a vida inteira da Criação consiste em sons. O homem e seu mundo nasceram dos sons e são mantidos por eles”.

Ainda segundo os autores, a ciência moderna confirma que as partículas do universo, igualmente, todas as suas formas de radiação, emanam suas características peculiares através de sua estrutura musical, por freqüência padrão melódica, bem como vibrações especiais.

O que podemos afirmar, com certeza, é que a música faz parte das nossas vidas, quer seja nos alegrando quer seja nos relaxando, nos fazendo sorrir ou chorar, não podemos conceber a vida sem melodia. Como a música nos ascende à grande sinfonia da Criação, conseqüentemente, nos remete aos Anjos que, desde a antiguidade, vêm inspirando a humanidade nas artes, literatura e, é claro, na música.

Então clique no vídeo e ouça a bela voz de Robbie Williams interpretando a música “Angels”.

Artigos relacionados:Divano

Literatura Indicada:
Sharamon, Shalila & Baginski, J. Bodo – Chakras Mandalas de Vitalidade e Poder. (Ed.Pensamento).

27 de jan de 2009

A Entrega


Ontem, ao manter um diálogo interno (que chamo de conversar com Deus) sobre alguns aspectos da minha vida como: profissão, emprego atual. Questionando-me sobre qual direção seguir, se vale a pena investir mais na minha profissão, se devo fazer especialização ou não, questões “ego-existenciais”. Quando a minha mente vagueia para o Blog e começo a me perguntar se também vale a pena manter esse blog, se as minhas mensagens vão beneficiar alguém de alguma maneira. Sim! Beneficiar alguém sim, porque o meu objetivo de escrever no blog é o de levar uma mensagem que conforte, esclareça, ajude ao meu semelhante. Se eu não conseguir esse objetivo, então o blog não faz sentido, se eu conseguir “tocar” somente uma pessoa com as minhas mensagens, já valeu a pena, o esforço.

Enquanto estava nessas divagações, senti aquele alerta, fiquei inquieta porque não pressenti nenhum sinal de perigo, alarme ou algo que o valha (quem leu o artigo “Os Anjos na minha vida” sabe do que estou falando). Aquietei-me, em silêncio, pedi orientação ao Supremo, ao olhar para o lado deparei com um livreto que tenho de Sônia Café, não entendi o que livro estava fazendo ali na mesinha ao lado da cama, mas não é para entender é para crer.

Abri aleatoriamente o livreto “Meditado com os Anjos” na página 45 com a seguinte mensagem:

O Anjo da Entrega

“Entrego-me ao Amor de Deus em meu coração.

Quando nos entregamos à orientação da nossa Alma, percebemos o panorama maior da nossa vida e a ajuda que recebemos para nos livrar dos pesos do passado e de energias negativas que nos impedem de ver a beleza e a força interior de que dispomos. Quando nos entregamos conscientemente à nossa Alma, todas as outras entregas se tornam mais simples e mais fácies de serem vividas.”


Estava ali a resposta que precisava, entendi que não tenho que controlar a direção da minha vida, da minha profissão, do blog ou qualquer outra coisa. O controle faz parte do Ego, (artífice da contra-inteligência) é ele que quer controlar, então, o que devemos fazer é dar o controle para o Supremo, Divino, Deus ou como queira chamar, aí é que reside a sabedoria, entregar os nossos objetivos, desejos, carreira profissional ou qualquer outra área de nossa vida nas mãos do Criador, todos os caminhos ficam mais fáceis de serem trilhados, tudo flui, não podemos esquecer a promessa do Eterno:

“Eis que enviarei o meu anjo, que vá adiante de ti, e te guarde pelo caminho, e te introduza no lugar que preparei”. Êx. 23,20.

Querer direcionar as coisas em nossas vidas é um erro, porque não direcionamos nada, devemos pedir, desejar algo e entregar para que o Universo dê a direção certa, para que o anjo do Senhor vá na frente aplainando o caminho. Devemos, também, tomar cuidado com os nossos desejos, nem sempre aquilo que desejamos ou pedimos é o melhor para nós. Como escreveu Ian Mecler: “Somente ao conhecer mais profundamente os nossos desejos poderemos distinguir os que nos empurram para baixo daqueles que nos movem em direção à Luz”

Renunciar ao controle do ego, desejar somente aquilo que realmente precisamos e entregar-nos ao Amor de Deus em nosso coração são as chaves que trancamos as portas para a frustração, ansiedade, dúvida, medo, orgulho, raiva e outros sentimentos que nos aprisionam.

E você já deixou o “Anjo da Entrega” entrar em sua vida?

Beijos no coração,
Simone Anjos

Leia também o artigo: Os Anjos em minha vida

Literatura indicada:
Café, Sônia – “Meditando com os Anjos”
Mecler, Ian – “A Cabala e a Arte de Ser Feliz”

Imagem: www.mensagensparaamigos.com.br

21 de jan de 2009

Os Anjos em minha vida...



A tradição oral e a literatura espiritual contam que os anjos nos protegem e que cada ser humano ao nascer recebe um anjo guardião que é um guia, um protetor, velando por cada um de nós. Para que isso aconteça devemos pedir a sua ajuda, nos conectarmos com eles porque eles respeitam o nosso livre arbítrio.

Algumas pessoas desdenham ao ouvirem falar sobre anjos, normalmente são pessoas incrédulas, demasiadamente racionais, que não acreditam em magia, no encantamento, no milagre...

Charlie W. Shedd, pastor presbiteriano, autor do livro “O Toque do Anjo” (inspiração do nosso blog), fala sobre o choque de algumas... pessoas ao ouvirem falar sobre anjos, pois não acreditam que anjos existam. Há outras que crêem, mas ficam constrangidas em tocar no assunto. O pastor Shedd sabiamente questiona e responde:

“Aonde foram todos os anjos?

Fale sobre anjos em qualquer grupo e talvez experimente o que este questionador sentiu: Por que as pessoas ficam chocadas quando falamos sobre anjos? Até na escola dominical, quando falamos sobre anjos as pessoas nos olham como se viéssemos de algum hospício. De onde surgiu a idéia de que acreditar em anjos não é para cristãos normais?

É triste, mas é verdade. O mundo está cheio de pessoas que acreditam intimamente em anjos. São os que esperam em alguma ocasião, em algum lugar, encontrar alguém que ouça e entenda. Alguém que diga: - Bem-vindo a bordo. Também acredito em anjos”.


Então... igual ao senhor Shedd, eu creio em anjos!!

Todos nós temos um anjo amoroso ao nosso lado, mesmo antes de nascermos, esse ser já nos esperava ansiosa, sim, ansiosa mesmo, é um ser feminino, esse ser era um anjo em forma de mãe....

O meu primeiro contato com um anjo foi quando eu nasci, um anjo chamado mamãe, depois seres angélicas apareciam para mim, às vezes de maneira sutil, outras quase palpável. Os anjos têm várias missões ou funções, a depender da hierarquia. (Falaremos sobre hierarquia angelical em outro artigo).

Anjos orientam – At 8,26,
Anjos avisam - Mt 2,13,
Anjos aconselham – MT, 1,20-23,
Anjos guardam – Sl 34,8
Anjos curam - Jô 33,20-24.

Poderia citar mais de duzentas atividades dos anjos narradas na Bíblia, mas vou compartilhar com o leitor algumas das vezes em que senti o toque sutil dos anjos na minha vida.

A onda alada.....

Eu estava com cinco anos de idade, passando férias na casa de uma tia em Interlagos, quando todos estavam conversando na varanda, eu sorrateiramente fugir para a praia, entrei na água e cair em um buraco, não conseguia sair, não sabia nadar, não podia gritar porque estava ficando sem fôlego e pela idade não tinha noção de perigo.

Quando as pessoas lá na varanda sentiram a minha falta, saíram correndo, estavam distantes da praia e não me localizaram imediatamente, na água. Nessas alturas, eu já havia engolido muita água, não sei explicar ao certo o que aconteceu, mas uma onda forte veio e tirou-me do buraco, me jogou na areia, hoje recordando o acontecido, sei que foi uma onda de asas, meu anjo protetor que me salvou. Fato que alguém pode denominar de sorte, eu chamo de providência divina.

O Anjo e as Serpentes.
Serpente I.

Por volta dos sete anos de idade, morando no interior de Sergipe, eu ia “ajudar” a minha avó paterna a lavar roupas na fonte, normalmente essa “ajuda” não demorava muito, me cansava logo. O bom mesmo era ir brincar de modelar bonecos, panelinhas de argila, ludicamente esquecia-me da vida. Estava entretidamente a trabalhar com a argila quando soou o meu alarme interior (aprendi a respeitá-lo, é sempre um aviso de perigo ou que tem algo errado), levantei a cabeça e deparei-me com uma serpente apoiada na calda, sentindo o meu odor com a sua língua bifurcada, pronta para o ataque. O que fazer? Veio a resposta, grite! Gritei, gritei não, berrei, garanto a vocês que a cobra se assustou e fugiu.

Eis a mão do anjo com o seu toque...

Serpente II.

Morar na roça é algo muito fascinante, mas existem seus perigos e picadas de cobras são constantes, apesar de não ter estatística precisa, muitas picadas de cobras não são informadas as autoridades, mesmo as fatais. Segundo estimativas, 5 milhões de pessoas são picadas por cobras todos os anos, das quais 125.000 morrem por envenenamento. (Dados: passagensdocotidiano/FauVidadosRepteis.html).

Estava na adolescência, residindo em uma cidade do interior de Sergipe, morávamos em uma casa simples, no banheiro só havia o vaso sanitário e o chuveiro, não possuíamos armários de banheiro. Eu costumava guardar meus objetos de uso pessoal na cômoda do meu quarto. Uma noite, após o jantar, fui ao quarto pegar a escova e o creme dental que ficavam sobre a cômoda, rotina que eu fazia sem precisar acender a luz, estiquei a mão para pegar os objetos, quando mais uma vez dispara o alarme interno no som de uma voz:
- Acenda a luz! Obedeci. Surpresa! Estava uma cobra enroscada na minha escova, pronta para me picar, era uma jararaca que deu demasiado trabalho ao meu irmão, vizinhos e companhia. Mas uma vez Deus ordenou ao seu anjo que me guardasse.

“Pois o Senhor deu ordens aos seus anjos para que guardasse seu Filho por onde quer que e Ele caminhe”. Sl.90,11.

E você acredita em anjos? Lembra-se da pergunta do pastor Shedd, no início do texto, “Aonde foram todos os anjos? Eles estão por ai, aqui na terra mesmo, esperando o seu chamado, muitas vezes, atuando ao seu favor, mesmo sem você pedir. Pense bem, faça uma reflexão de quantas vezes a mão do anjo deu um toque sutil na sua vida.

Tenho histórias recentes de como Deus e seus anjos me livraram de outros perigos, mas ficam para outra oportunidade.
Beijos na alma, Simone Anjos

Leia também o artigo: A Entrega

Bibliografia indicada:

Shedd, Charlie W. – “O Toque do Anjo”- Ed. Loyola
Claret Martin – O Poder dos Anjos – Livro Clipping – Ed. Afiliada – ABDR
Bíblia Sagrada – Edições Paulinas.

18 de jan de 2009

Divano


Acredito que a música é uma das muitas maneiras de nos comunicarmos com Deus e com os Anjos. Uma música que nos aproxima mais do Divino é "Divano” do grupo Era. Vale a pena conferir o vídeo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Anjos do Toque

Toques Iluminados e Amigos