15 de mar de 2010

A Lógica da Reencarnação

Religiao Espírita


“A maior de todas as ignorâncias é rejeitar uma coisa sobre a qual você nada conhece”
(H. Jackson Brownk)


Noções Básicas da Lógica

Aristóteles, Filosofo Grego (384-322 A.C), foi o fundador da lógica.

Por que utilizar a Lógica?
É muito comum todos os dias ouvirmos alguém falar que alguma coisa é lógica ou ilógica, porém, pouquíssimas pessoas sabem fazer isso com embasamento. A lógica é a única ferramenta que pode nos orientar em direção à verdade, ou o que há de mais próximo possível dela. Sem lógica, ficamos reféns dos “donos da verdade”, dos dogmas absolutos que não podem jamais ser questionados.

Análise Lógica


1. Deus é Justo?

Resposta: Sim. Todos aqueles que acreditam na existência de um ser criador de todas as coisas, admitem que ELE é perfeito e possui todas as virtudes. Seria ilógico imaginar Deus sujeito às nossas imperfeições. Portanto, se Deus é perfeito, é, acima de tudo, justo.

Obs: Justiça é “a virtude de dar a cada um aquilo que é seu”. (Dicionário Aurélio).

Premissa 1. Deus é justo.

2. Seria justo impor um sofrimento a alguém sem que este tenha merecido tal sofrimento?

Resposta: Não. Tal ação vai de encontro ao próprio conceito de justiça, visto acima.

Premissa 2. Não é justo impor um sofrimento a um inocente.

Conclusão: Deus não pode ser justo e cometer injustiças ao mesmo tempo.

Se existisse apenas uma vida, então Deus estaria impondo a alguns, desde o nascimento, sofrimentos terríveis, sem que os mesmos tenham merecido. Deus estaria, assim, sendo injusto.

Por que algumas pessoas já nascem defeituosas ou doentes e outras não?

Seria justo que Deus fizesse pessoas sofrerem, desde o nascimento, por algo que elas não fizeram, ou pelo que outras pessoas fizeram?

Comentários:

Qual a explicação para as pessoas que nascem defeituosas, paralíticas, doentes ou cegas, enquanto outras nascem perfeitas, saudáveis?

Por que duas crianças nascem: uma é perfeita e a outra paralítica de nascença? Por que uma já nasce com esse sofrimento e a outra não?

Se houvesse apenas uma vida, e tivéssemos como objetivo atingir a chamada “salvação”, por que então algumas nascem com mais condições para atingir esse objetivo do que outros? Uns nascem em famílias estruturadas, que lhes dão educação e bons exemplos de moral e os encaminham para o bem...Outros nascem em famílias desestruturadas, no meio à extrema miséria, sem nenhum tipo de referencial moral, às vezes vítimas já cedo de violência e todos os tipos de mazelas...

Além disso, mesmo enfrentando todas essas adversidades, tais pessoas ainda teriam que ser julgadas, após a morte, e poderiam até mesmo ser condenadas à “pena eterna” pelos erros que cometeram em apenas uma vida?

Quanta desventura, e quanta injustiça!

Além de serem injustiçados pela sociedade, seriam injustiçados pelo próprio Deus!

Como explicar o caso de pessoas que, mesmo tendo sido boas durante toda sua vida, são surpreendidas com doenças terríveis, ou ainda são vítimas de terríveis acidentes. Enquanto outras passam por toda a vida sem conhecer tal infortúnio? Poderíamos alegar azar de uns e sorte de outros?

Se nós fôssemos criados por Deus no momento do nascimento, e não existissem vidas anteriores, qual seria o critério que o Criador usaria para escolher quem seria saudável, perfeito e quem seria deficiente, cego, etc?

A única explicação seria sorte ou azar? Não haveria uma explicação mais coerente? Absurdo!

Imaginemos um pai que tenha dois filhos. A um dá carinho, educação, roupas, alimentação, etc. Ao outro não dá carinho nem educação. Pelo contrário, o trata de forma agressiva, impondo-lhe todo tipo de sofrimento, desde a infância. Tudo isso sem nenhum motivo que justificasse tal tratamento. Seria justo? É claro que não.

Ora, se não é justo que um pai proceda desta maneira, será que Deus, sendo infinitamente sábio, poderia agir assim? Evidentemente que NÃO!

Outros dizem que sofremos devido ao que nossos pais ou antepassados fizeram, ou até mesmo pelo “pecado original” cometido por Adão e Eva. Novamente pergunto:

Teria sentido alguém pagar pelo que outra pessoa fez? Imagine uma pessoa sendo presa porque seu pai cometeu um crime e a polícia não conseguiu prendê-lo. Então o filho que seria inocente, teria que pagar pelo crime do pai.

Seria Deus assim tão injusto? Mais uma vez a resposta é NÃO!

A Resposta Lógica da Reencarnação:

A Doutrina da Reencarnação é a única que oferece uma explicação lógica e um conceito mais justo.

- Deus jamais impõe sofrimentos a quem quer que seja, e ninguém sofre sem merecer.

Objetivo da Reencarnação:

(132) Deus determinou aos espíritos a necessidade de encarnar para alcançarem a perfeição e de colaborarem na criação. (Livro dos Espíritos – Allan Kardeck)

Deus criou Leis sábias e justas que regem a harmonia de todo o Universo. Dentre tais leis, podemos destacar 3 delas:

Lei da Evolução, Lei do Livre- Arbítrio e Lei da Causa e Efeito.

1. Lei da Evolução: Tudo no Universo caminha para evolução. Seja no mundo mineral, vegetal, animal ou espiritual. Então a maior razão de estarmos aqui neste planeta é trabalharmos em prol da evolução do nosso espírito.

2. Lei do Livre- Arbítrio: Deus cria os espíritos “simples e ignorantes”. E dá a todos as mesmas condições iniciais para que atinjam sua evolução. Porém, cada um tem o seu próprio livre arbítrio, ou seja, o poder de escolher quais caminhos deverá seguir. Nem Deus interfere neste direito.

3. Lei de Causa e Efeito: Ao fazermos nossas escolhas na vida, nós recebemos os resultados, positivos ou negativos, das mesmas. Deus não precisa ficar, a cada erro nosso, nos punindo ou a cada acerto nos premiando. Aliás, Deus nunca pune ninguém. Nós mesmos nos punimos, através de ações erradas.

A terra é como uma grande escola, na qual os alunos podem escolher estudar e “passar de ano”ou então não estudar e “repetir de ano”. Cada vida nossa é como um ano letivo. Até que um dia o aluno atinja um tal nível evolutivo em que poderá deixar a escola, indo para escolas mais evoluídas.

Então assim se explica, de forma bastante coerente, a situação de pessoas que já iniciaram a vida sob condições difíceis. Na verdade, elas estão colhendo os frutos de ações erradas cometidas em outras vidas. Porém, Deus, em sua infinita misericórdia, ao invés de condená-las ao “fogo eterno do inferno”, lhes dá sempre uma nova chance.

Vivenciamos agora o resultado de tudo aquilo que fomos em vidas passadas. Aliás, nossa vida atual é a chance que temos para pagarmos qualquer mal que tenhamos feito e reparar os mesmos.

Somente espíritos muito evoluídos, que reencarnam em missão, utilizando o seu livre- arbítrio, vêm até este plano e aqui podem vir a sofrer, porém por sua própria escolha. Para que, através do seus exemplos, possam trazer luz à humanidade, a quem tanto amam.

Nós, ainda imperfeitos, estamos sujeitos à expiação: colhermos hoje o que plantamos ontem em outras vidas e colheremos amanhã o que estivermos plantando hoje. Até que venhamos a atingir um grau de perfeição e pureza espiritual em que não precisaremos mais reencarnar na terra. Continuaremos nossa evolução em planos espirituais mais elevados.

Fonte:Grupo Espírita Allan Kardeck
Imagem:http://www.glimboo.com/imagens_religiao_espirita.php?p=2

Um comentário:

O seu comentário é muito importante para mim. Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Anjos do Toque

Toques Iluminados e Amigos