24 de jun de 2012

Tecnologia do Abraço

A tecnologia do abraço por um matuto mineiro.

O matuto falava tão calmamente, que parecia medir, analisar e meditar sobre cada palavra que dizia.

- É, das invenção dos homens, a que mais tem sentido é o abraço. O abraço não tem jeito de um só aproveitar! Tudo quanto é gente, no abraço, participa uma beradinha.

Quando você tá danado de saudade, o abraço de alguém te alivia. Quando você tá com muita raiva, vem um, te abraça e você fica até sem graça de continuar com raiva.

Se você tá feliz e abraça alguém, esse alguém pega um pouquinho da sua alegria. 

Se alguém tá doente, quando você abraça ele, ele começa a melhorar, e você melhora junto também.

Muita gente importante já tentou dar um jeito de saber por que que é que o abraço tem tanta tecnologia.

Mas eu sei! O abraço é bom por causa do coração. Quando você abraça alguém, faz massagem no coração! O coração do outro é massageado também! Mas não é só isso, não...

Aqui tá a chave do maior segredo de tudo: É que, quando abraçamos alguém, nós ficamos com dois corações no peito!... intonce... 

Um abraçu prô cê!!!

Imagem pesquisada na web, havendo direitos autorais, favor nos avisar para darmos os devidos créditos ou a retirarmos do blog.

19 de jun de 2012

A FLOR DE LÓTUS

O lótus é um dos fenômenos mais milagrosos da vida; por isso, no oriente, ele é considerado o símbolo da transformação espiritual.

Buda está sentado sobre um lótus, Vishnu está de pé sobre um lótus, por que um lótus?

Porque o lótus tem um significado muito simbólico. Ele cresce no lodo.

Ele é um símbolo da transformação, é uma metamorfose.

O lodo é imundo, pode cheirar mal: o lótus é perfumado e nasce do lodo fedorento.

Exatamente da mesma forma, a vida comum é assim como o lodo fedorento

Mas a possibilidade de se tornar um lótus está escondido ali.

O lodo pode ser transformado, você pode se tornar um lótus.

O sexo pode ser transformado e pode se tornar samadhi.

A raiva pode ser transformada e pode se tornar compaixão.

O ódio pode ser transformado e pode se tornar amor.

Tudo o que você tem agora que parece negativo, assim como o lodo, pode ser transformado.

A sua mente ruidosa pode se esvaziar e ser transformada, e pode se tornar uma música celestial.

“Quem procura...não cesse de procurar até achar; e, quando achar, será estupefato; e, quando estupefato, ficará maravilhado, e então, terá domínio sobre o Universo.”

Trecho do livro  Emoções de Osho.

Imagem pesquisada na web, havendo direitos autorais, favor nos avisar para darmos os devidos créditos ou a retirarmos do blog.

5 de jun de 2012

OUSE A CRER


“Muito antes de criar o mundo, Deus nos escolheu para Lhe pertencermos” (Efésios 1:4)


Conta uma antiga lenda que na Idade Média um  homem muito religioso foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher.

Na verdade,  o autor do crime era uma pessoa influente do reino e por isso, desde o  1º momento se procurou um bode expiatório para acobertar o verdadeiro assassino. O homem foi levado a julgamento, já temendo o resultado: a forca.

Ele sabia que tudo iria ser feito para condená-lo e que teria poucas chances de sair vivo desta história. O juiz, que também estava combinado para levar o pobre homem à morte, simulou um julgamento justo, fazendo uma proposta ao acusado que provasse a sua inocência.

Disse o juiz: Sou de uma profunda religiosidade e por isso vou deixar sua sorte nas mãos do Senhor. Vou escrever em um pedaço de papel a palavra INOCENTE, e no outro pedaço a palavra CULPADO. Você sorteará um dos papéis e aquele que sair será o veredicto. O Senhor decidirá o seu destino. Determinou o juiz.

Sem que o acusado percebesse, o juiz preparou os dois papéis, mas em ambos ele escreveu CULPADO.
De maneira que, naquele instante, NÃO existia nenhuma chance do acusado se livrar da forca. Não havia saída. Não havia alternativas para o pobre homem.

O juiz colocou os dois papéis sobre a mesa e mandou o acusado  escolher um. O homem pensou alguns segundos e pressentindo a armação, aproximou-se confiante da mesa, pegou um dos papéis e rapidamente colocou na boca e o engoliu.

Os presentes ao julgamento reagiram surpresos e indignados com a atitude do homem.
Mas o que você fez? E agora? Como vamos saber o seu veredicto?

É muito fácil, respondeu o homem. Basta olhar o outro pedaço que sobrou e saberemos que acabei engolindo o seu contrário. Imediatamente o homem foi libertado.
"Por mais difícil que seja uma situação, não deixe de acreditar e de lutar até o último momento.
Saiba que para qualquer problema Deus tem a solução!
Não desista! Não entregue os pontos! Não se deixe derrotar!
Quando tudo parece perdido, ouse a crer!
Persista, vá em frente, apesar de tudo e de todos.
Creia que Deus pode e vai te dar a vitória!
E acima de tudo, quando você tiver um grande problema, não vá até Deus dizer que tem um grande problema, vá até o problema e diz que você tem um grande “DEUS.”
Jesus ama você e todos os membros de sua família.
(Abnaias Duraes)

Imagens pesquisada na web, havendo direitos autorais, favor nos avisar para darmos os devidos créditos ou  as retirarmos do blog.

4 de jun de 2012

HO’OPONOPONO

Um dos mais simples e poderosos métodos de autocura da alma. Em Havaiano, Ho'o significa “causa”, e ponopono quer dizer “perfeição”, portanto Ho’oponopono significa “corrigir um erro” ou “tornar certo”.

O Ho’oponopono foi criado pelo psicólogo havaiano Ihaleakala Hew Len. Ele curou um pavilhão inteiro de pacientes criminais insanos, da maior periculosidade, sem sequer ver ou tocar algum deles. Como?

Ele estudava a ficha do presidiário e tentava sentir dentro de si mesmo aquela enfermidade. Invocando a força do amor, apenas repetia: 
ME PERDOE
SINTO MUITO
TE AMO
SOU GRATO

Em entrevista, o Dr. Len explicou que havia trabalhado no Hospital Estatal do Havaí durante quatro anos. O pavilhão onde encerravam os criminosos loucos era perigoso e geralmente os psicólogos designados para trabalhar lá desistiam em um mês. Eles temiam ser atacados e não se sentiam bem em trabalhar naquele local. O Dr. Len passou a examinar as fichas de cada paciente, trabalhando em si mesmo. Enquanto trabalhava em si mesmo, a cura dos pacientes teve início: “Depois de alguns poucos meses, foi permitido aos pacientes que deviam estar encarcerados, caminhar livremente. Outros que tinham que estar fortemente medicados começaram a diminuir sua medicação. E aqueles que jamais teriam nenhuma possibilidade de ser liberados, tiveram alta”.

“Não somente isto, mas o pessoal começou a ir feliz para o trabalho.” Afirma o terapeuta: “Eu simplesmente estava curando aquela parte minha que tinha criado aquilo neles”.

Difícil de compreender?

Estamos caminhando para uma era em que processos como este serão corriqueiros. A Física Quântica mostra que todos somos um. O universo é interligado por uma teia invisível. Partindo deste princípio, o mal de um é o mal de todos; a cura de um é a cura de todos. Ou seja, se deseja melhorar sua vida, cure-se a si próprio. Se deseja curar  alguém, mesmo que seja um criminoso insano, o primeiro passo é acreditar que a insanidade dele também mora, latente, dentro de você mesmo. Cure a si mesmo e curará o outro.

“Amar a si mesmo é a melhor forma de melhorar a si mesmo e enquanto você melhora a si mesmo, melhora seu mundo”, ensina o Dr. Len. Lembre-se: tudo começa na mente. O Ho’oponopono é um processo que vai purificando a sua mente de maneira segura e gradual.

Ho’oponopono pode ser praticado por qualquer pessoa de qualquer cultura ou religião, porque o Ho’oponopono é, simplesmente: A arte de perdoar!
Pronto para começar sua sessão de meditação Ho’oponopono?

Comece fazendo um profundo exame de consciência... Alguém o incomodou hoje? Ou feriu?
Entre dentro de si e olhe para o sentimento que foi gerado.
Lembra-se do que Jesus disse sobre dar a outra face?
Só que agora você irá além do comportamento pacífico de dar a outra face – você irá pedir perdão à parte de você mesmo que o magoou.

A separação é uma ilusão da mente. Não existe nós-versus-outros.
SOMOS TODOS UM.
Aquele que o magoou é você mesmo, ou seja, um dos milhares aspectos do seu próprio EU.

Sinto muito
Me perdoe
Te amo
Sou grato
Vá mais fundo, relembre sua infância, procure seus ressentimentos...
Todos nós guardamos alguma queixa dos nossos pais, tios, avós...
Permita que a energia sagrada do perdão envolva seu ser...
Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato.
Perdoe seus professores...
Sinta como são pequenos e mesquinhos os ressentimentos e as mágoas, ante a grandiosidade da Natureza...

E prossiga perdoando...
Sinto muito
Me perdoe
Te amo
Sou grato
Enquanto seu coração vai se pacificando.
Sinta-se uma parte do todo-indivisível...

Sinta-se UNO com o cosmos indecifrável...
Permita que um sentimento de gratidão preencha todos os espaços do seu coração...
Sinto muito, me perdoe, te amo sou grato.
Sinta-se flutuar enquanto repete este mantra de libertação...
Sinto muito
Me perdoe
Te amo
Sou grato
Com o passar dos dias e a prática, você verá como o Ho’oponopono vai mudar sua vida...

Você poderá ter sonhos com situações antigas que precisam de perdão...

Um novo ambiente se formará à sua volta!
Eu limpo para estar na Presença de Deus. Uma vez lá, a Divindade me dará tudo que é perfeito e correto para mim. Eu só sei isso. Esta é a Meta da minha vida. Se  eu tenho qualquer meta ou objetivo, é estar na Presença de Deus. (Dr. Ihaleakala Hew Len, PhD).

Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato.
Pratique! E compartilhe!
O mundo precisa de perdão!

Fonte: Ho’oponopono Brasil - (www.hooponopono.ws)
LEIA TAMBÉM: Ho'oponopono Oração


Imagem pesquisada na web, havendo direitos autorais, favor nos avisar para darmos os devidos créditos ou a retirarmos do blog.

2 de jun de 2012

Muitas Vidas, Muitos Mestres

Acredito que não somos somente humanos, nem mesmo seres humanos que, eventualmente,  desfrutam de experiência espirituais,  mas seres espirituais que têm experiências humanas.

Possuímos diversas dimensões que podemos vivenciar  e das quais podemos usufruir.

Temos em nosso espírito, possibilidades acima do tempo e das limitações físicas e há muitas formas de entrarmos em contato com o Eu Superior que abrigamos.

Trata-se de caminho no qual quanto mais avançamos, mais nos tornamos capazes de alcançar graus cada vez mais altos de espiritualidade.

Quanto mais profundamente nossa prática de meditação nos leva, mais nos distanciamos do plano físico das aparências e tentações, da importância que damos às frustrações, aos rancores e ressentimentos e mais e mais nos envolvemos que este Eu Superior, com esta infinita capacidade em AMAR.

Por consequência em aceitarmos esta nova visão de vida e do mundo e compreendermos esse amor que está dentro de nós ao possuir esse dom  tão precioso e repleto de beleza, nos sentimos seres dignos de ser amados e alcançar a felicidade. Somos sim, seres luminosos e iluminados destinados à eternidade.

A espiritualidade que cura e traz esse equilíbrio  é essa capacidade de amar e sermos amados.

É o que nos devolve ao mundo, munidos de habilidades impressionantes, menos sujeitos  a inibições e constrangimentos, o subconsciente  é uma matriz de criatividade e de respostas intuitivas. Criatividade e intuição, duas fontes de realização,  mas que, habitualmente, subestimamos ou mesmo  reprimimos.

A verdadeira cura e o nosso verdadeiro equilíbrio dependem de nos reencontramos com nossa  essência espiritual.

Sem a mágoa e o rancor trazidos  de muitas e muitas brigas, ao longo dos anos  de experiência conjuntas no  pretérito, poluindo a capacidade de amar entre dois seres; muitos atritos  aparentemente irreversíveis podem e devem ser resolvidos com uma declaração  fraterna e incondicional  de amor, com um abraço espontâneo e sincero dado do fundo do  coração ou da alma!

A Espiritualidade Maior está na maneira como a buscamos e de como estamos preparados. Voltados para o nosso íntimo,  somos responsáveis  pelo nosso próprio  aprendizado de paz,  do perdão e do exercício incondicional do amor. Ele não deve ser postergado fazendo com que percamos tempo por demais precioso para alcançarmos a felicidade que nos é destinada.

Não há outra maneira de aprender,  a não ser nos conhecendo e transformando nossos medos em força e alegria, por intermédio do Perdão e do Amor. Essa é a primeira e  principal  lição. Nossa tarefa no plano físico é aprender.

Aprender no sentido mais amplo mais ilimitado:

Aprender a AMAR!
Amar e perdoar aos outros e a nós mesmos.
Esse é o conhecimento que nos torna Divino.
O único que pode nos alimentar e nos oferecer realizações.
Você é muito maior que seu corpo, maior que  sua mente.
Você é um maravilhoso Ser de Luz e de Amor, Imortal e Eterno.
Você é maior que seus medos,  do que sua  ansiedade, seus rancores, suas preocupações.
Você é até mesmo maior que seu sofrimento.
Você está sempre rodeado de Amor,  recebendo vibrações de um Amor que pode protegê-lo e confortá-lo. Que pode alimentá-lo e receber realizações.
E você pode sentir e até visualizar o Amor que lhe envolve.

Pode reencontrá-lo nas profundezas de sua essência,  na sua imensidão interior, de onde você sempre consegue olhar o mundo e sentir-se capaz de torná-lo  um lugar mais  feliz  para você e para os demais que comungam  de sua existência…

Apenas o poder do Amor!

Texto baseado no livro “Muitas Vidas, Muitos Mestres” de Dr. Brian Weiss.
 Leia OS IMORTAIS
Imagem pesquisada na web, havendo direitos autorais, favor nos avisar para darmos os créditos ou a retirarmos do blog.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Anjos do Toque

Toques Iluminados e Amigos