17 de set de 2013

Integração entre o homem e a natureza: UM ATO DIVINO

No fundo da casa onde moro tem um tamarineiro¹ e descobri que habitam nele, além da passarada que faz a festa, cantando desde a aurora ao crepúsculo, moram também, trés camaleões². Há dois meses que mudei para essa casa e como há muitos pássaros habitando na árvore, eu inicialmente ficava olhando para identificar as espécies e encontrei de tudo: sabiás, assanhaços, bem-ti-vis, rolinhas, até o famoso pica-pau, dentre outras especieis que não as identifiquei. Nessas minhas investigações eis que encontro um camaleão e depois mais outro e outro. Eu, meu marido e enteado fizemos a festa e apostávamos para ver quem achava mais, porém até o momento só identificamos esses três que ainda não demos nomes.

Depois desse dia comecei uma "relação de aproximação" com os camaleões, se isso é possível, quando eu acordo sempre os procuro nos galhos e não os vejo, então começo a falar: cadê meus bichinhos? Coloco uma música suave e continuo falando com eles, e não é que eles foram aparecendo, timidamente no inicio, e hoje já é um ritual, vou para o quintal, coloco a música e os chamo, eles ficam se exibindo, todos esticadinhos olhando aqui para casa, enquanto fico por perto eles também estão por perto, bem nas pontinhas dos galhos virados em minha direção como a me observar, de noite é possível vê-los porque passaram a dormir no lado da árvore que dá para a cozinha. 

Ora, mas aonde você quer chegar com essa história toda sobre répteis, Simone? Perguntam-se alguns — bem, para algumas pessoas esses bichos causam repulsas, mas para outros povos eles são considerados sagrados a exemplo de algumas tribos africanas que têm o camaleão na sua simbologia como uma animal intocável, relacionando-o como o criador dos primeiros homens. Para mim, o que importa, nessa relação entre homem e natureza é quando olhamos para um animal com respeito e sobretudo amor, estamos nos conectando com o Divino, com o principio da criação, pois o Criador na sua sabedoria nos fez e fez as demais criaturas para habitarmos nesse planeta, para vivermos em harmonia, integrados um ao outro porque o equilíbrio só pode existir quando respeitarmos o nosso semelhante e todo o ser vivente do planeta.

O Criador deu autoridade ao homem sobre a terra e os animais: " E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.
E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento.
E a todo o animal da terra, e a toda a ave dos céus, e a todo o réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde será para mantimento; e assim foi".(Gênesis 1:27-30) 

Tudo o que o Criador colocou na face da terra foi para o nosso domínio e sobrevivência mas Ele não disse que o homem devia tratar os animais com requinte de crueldade, Ele deu ao homem tudo o que há na terra para o homem administrar e administrar bem. Um fazendeiro que tenha cem cabeças de gado não abate todos os animais de uma só vez, pois ele sabe que tem que manter o reprodutor, as vacas leiteiras, as vacas para dar novas crias e tem os animais de corte, o fazendeiro sabe quando substituir o reprodutor, as vacas leiteiras e os demais. Sabe como cuidar, como alimentar para produzir bons resultados. E assim deve ser para todos os animais, cuidar com respeito e amor. Os animais que servem de alimento para aqueles que ainda precisam de carne, que sirvam de alimento, que sejam abatidos com dignidade, mas os demais animais estão na natureza para o equilíbrio do planeta, para nos encantar, para o deleite do homem. Sim, deleite em apreciar um belo animal com respeito e se conectar com Criador, e agradecê-lo por ser tao generoso com a raça humana. 

O Criador é tão maravilhoso, que me agraciou com a presença desses bichinhos (camaleões) no meu quintal para que eu pudesse entender melhor todo esse processo de integração que devemos ter com a natureza e respeito por todas as criaturas.

Beijos na alma,

Simone Anjos

  1. Tamarindus é um género botânico, pertencente à família Fabaceae. É um gênero monotípico, tendo apenas uma espécie.
  2. Camaleão é o nome dado a todos os animais pertencentes à família Chamaeleonidae, uma das mais conhecidas famílias de lagartos. Há cerca de 80 espécies de camaleões, a maior parte delas na África, ao sul do Saara, estando também presentes em Portugal e em Espanha. Os camaleões distinguem-se de outros lagartos pela habilidade de algumas espécies em trocar de cor, por sua língua rápida e alongada, por seus olhos, que podem ser movidos independentemente um do outro, tendo alguns membros da família cauda preênsil. A família teve origem há mais de 100 milhões de anos, quando se separou da família Agamidae, de acordo com o registo fóssil. (Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki)
  3. Imagem pesquisada na Web, havendo direitos autorais, favor nos avisar para darmos os devidos créditos ou a retirarmos do blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário é muito importante para mim. Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Anjos do Toque

Toques Iluminados e Amigos