10 de abr de 2013

FRACASSO NÃO É DERROTA; É VÉSPERA DA CHEGADA DE NOVA OPORTUNIDADE


 A morte não é o fim; é o início de uma nova etapa de Vida.
A decomposição não é apodrecimento; é a fonte da futura colheita. A doença não é um mal; é um aspecto manifestado quando a Vida efetua uma mudança de rumo. O fracasso não é uma derrota; é a véspera da chegada de uma nova oportunidade. O declínio não é o ponto final; é o momento de  fazer aquecimento para iniciar uma corrida em outra direção.

(Do livro Orações Diárias – Masanobu Taniguchi, p.81)

9 de abr de 2013

O Pobre Rei

Certa vez um homem pobre, Depa, encontrou uma joia extremamente valiosa. Como era uma pessoa de poucos desejos e se sentia satisfeito com sua pequena renda, ele refletiu sobre alguém a dar a joia  Enquanto tentava se lembrar da pessoa mais necessitada, teve súbita inspiração de dar a joia ao rei Prasenajit. O rei ficou pasmo, porque havia tanta gente pobre e carente, mas Depa disse: “ Ó Rei, é você o mais pobre, porque lhe falta o contentamento!”.

- Nagarjuna, Carta a um Amigo


Toque: Não adianta ter poder, dinheiro, fama se nada disso traz o contentamento da alma, quantas pessoas pobres em bens materiais, mas possuem grandeza e alegria de espírito. Saiba que o contentamento interior deixa a alma em festa.
Beijos na alma,
Simone Anjos

Imagens pesquisadas na web, havendo direitos autorais, favor nos avisar para darmos os devidos créditos ou as retirarmos do blog.

8 de abr de 2013

Confissão de Fé de grandes cientistas

Johannes Kepler 1571-1630, um dos maiores astrônomos:
“Deus é grande, grande é o seu poder, infinita a sua sabedoria. Louvem-n’O, céus e terra, sol, lua e estrelas com a sua própria linguagem. Meu Senhor e meu Criador! A magnificência das tuas obras quereria eu anunciá-la aos homens, na medida em que a minha limitada inteligência pode compreendê-la”.

Copérnico (1473- 1543), fundador da mundovisão moderna:
“Quem viva em íntimo contato com a ordem mais consumada e a sabedoria divina, como não se sentirá estimulado às aspirações mais sublimes? Quem não adorará o Arquiteto de todas estas coisas?”

Newton (1643- 1727) fundador da física teórica clássica:
“O que sabemos é uma gota, o que ignoramos, um imenso oceano. A admirável disposição e harmonia do universo, não pôde sair senão do plano de um Ser onisciente e onipotente”.

Linneu (1707- 1778) fundador da botânica sistemática:
“Vi passar a proximidade do Deus eterno, infinito, onisciente e onipotente,
e prostrei-me como funcho em adoração”.

Volta (1745- 1827), descobriu as noções básicas da eletricidade: 
“Eu confesso a fé santa, apostólica, católica e romana. Dou graças a Deus que me concedeu esta fé, na qual tenho o firme propósito de viver e de morrer”. 

Ampère (1775- 1836), descobriu a lei fundamental da corrente elétrica:  
“Como Deus é grande, e a nossa ciência uma insignificância!”

Cauchy (1789- 1857) insigne matemático: 
“Sou cristão, ou seja, creio na divindade de Cristo, como todos os grandes astrônomos, todos os grandes matemáticos do passado”.

Gauss (1777- 1855), um dos maiores matemáticos e cientistas alemães:
“Quando soar a nossa última hora, será grande e inefável o nosso gozo ao ver Aquele que, em todo o nosso agir, só pudemos vislumbrar”.

Liebig (1803- 1873), célebre químico:
“A grandeza e infinita sabedoria do Criador, 
só a reconhecerá realmente o que se esforçar por extrair as suas ideias do grande livro que chamamos Natureza”.

Robert Mayer (1814- 1878), cientista naturalista (Lei da Conservação da Energia)
“Termino a minha vida com uma convicção que brota do mais fundo do meu coração: a verdadeira ciência e a verdadeira filosofia não podem ser outra coisa senão uma propedêutica da religião cristã”.

Secchi (1803- 1895), célebre astrônomo:
“Da contemplação do céu a Deus, há um trecho curto”.

Darwin (1809- 1882), Teoria da evolução:
“Jamais neguei a existência de Deus. Penso que a teoria da evolução é totalmente compatível com a fé em Deus. O argumento máximo da existência de Deus parece-me ser a impossibilidade de demonstrar e compreender que o universo imenso - sublime além de toda medida - e o homem, tenham sido frutos do acaso”.

Edison (1847- 1931) , o inventor mais fecundo, 1200 patentes:
“…O meu máximo respeito e a minha máxima admiração a todos os engenheiros, especialmente ao maior de todos eles: Deus”.

Schleich (1859- 1922), célebre cirurgião:
“Tornei-me crente à minha maneira, pelo microscópio e pela observação da natureza, e quero - tanto quanto está ao meu alcance -contribuir para a plena concórdia entre a ciência e a religião”.

Marconi (1874- 1937), inventor da telegrafia sem fios, Prêmio Nobel 1909:
“Declaro-o com orgulho: sou crente. Creio no poder da oração, e creio, não só como católico, mas também como cientista”.

Millikan (1868- 1953), grande físico americano, Premio Nobel 1923:
“Posso, de minha parte, asseverar, com toda a decisão, que a negação da fé carece de toda a base científica. A meu ver, jamais se encontrará uma verdadeira contradição entre a fé e a ciência”.

Eddingtong (1882- 1946) Célebre astrônomo inglês:
“Nenhum dos inventores do ateísmo foi naturalista. Todos eles foram filósofos muito medíocres”.

Albert Einstein (1879- 1955), fundador da física contemporânea  (teoria da relatividade e Prêmio Nobel 1921):
“Todo aquele que está seriamente comprometido com o cultivo da ciência, chega a convencer-se de que, em todas as  leis do universo está manifesto um espírito infinitamente superior ao homem,  e diante do qual, nós, com os nossos poderes, devemos nos sentir pequenos”.

Plank (1858- 1947), fundador da física quântica, Prêmio Nobel 1918:
“Nada pois no-lo impede, e o impulso do nosso conhecimento o exige: relacionar mutuamente a ordem do universo e o Deus da religião. Para o crente, Deus está no princípio dos seus discursos; para o físico, no final dos mesmos”.

Schrödinger (1887- 1961), criador da mecânica ondulatória, Prêmio Nobel 1933:
“Segundo os princípios da mecânica quântica, a obra mestra mais fina é a que foi  feita por Deus.”

Hathaway, pai do cérebro eletrônico.
“A moderna física ensina-me que a natureza não é capaz de ordenar-se a si mesma. O universo supõe uma enorme massa de ordem. Por isso, requer uma grande «Causa Primeira», que não está submetida à segunda lei da transformação da energia e que, por isso mesmo, é Sobrenatural”.

Wernher Von Braun (1912- 1977), construtor alemão- americano dos foguetes espaciais:
“Acima de tudo está a glória de Deus, que criou o grande universo que o homem e a ciência vão esquadrinhando e investigando, dia após dia, em profunda adoração”.

Charles Townes (Partilhou o Prémio Nobel da Física 1964 por descobrir os princípios do laser):
“Como religioso, sinto a presença e a intervenção de um ser Criador que vai além de mim mesmo, mas que sempre está próximo… a inteligência teve algo a ver com a criação das leis do universo”.

Allan Sandage (1926-) Astrônomo profissional, calculou a velocidade com que o universo se expande  e a idade do mesmo, pela observação de estrelas distantes:
“Na juventude, eu era praticamente  um ateu. Foi a ciência que me levou à conclusão de que o mundo é muito mais complexo do que podemos explicar. Só posso explicar o mistério da existência, mediante o Sobrenatural”.

Um cartão de visita e uma surpresa:

“Um jovem universitário viajava de trem ao lado de um venerável ancião que ia rezando o seu terço. O jovem atreveu-se a dizer-lhe: “Por que é que, em vez de rezar o terço, não se dedica a aprender e a instruir-se um pouco mais? Eu posso enviar-lhe algum livro para que se instrua”.
O ancião respondeu-lhe: “Ficaria grato se me enviasse o livro para este endereço”; e entregou-lhe o seu cartão. Nele estava escrito: Luis Pasteur, Instituto de Ciências de Paris. 
O universitário ficou envergonhado. Tinha pretendido dar conselhos ao mais famoso sábio do seu tempo, o inventor das vacinas, estimado em todo o mundo, e devoto do rosário”.

Recompilação: Padre Chulalo (15/02/2000)

Imagens pesquisadas na web, havendo direitos autorais, favor nos avisar para darmos os devidos créditos ou a retirarmos do blog.

3 de abr de 2013

ENSINAMENTOS DE BUDA

O Budismo formou-se no nordeste da Índia, entre o séc.VI a.C. e o séc.IV a.C. 

Budismo é uma família de crenças e práticas considerada por muitos uma religião baseada nos ensinamentos atribuídos a Siddhartha Gautama, comumente conhecido como "O Buda" (o Iluminado), que nasceu onde hoje é o Nepal, Ele viveu e ensinou na região nordeste do  subcontinente Indiano e provavelmente veio a falecer cerca de 400 a.C.

1.Visão correta 2.Pensamento correto 3.Fala correta 4.Ação correta 5.Meio de vida correto 6.Esforço correto 7.Atenção correta 8.Meditação correta.

A verdadeira Crença: é a crença de que a Verdade é o guia do Homem;

A Verdadeira Resolução: ser sempre calmo e nunca fazer dano a nenhuma criatura viva;

A Verdadeira Palavra: nunca mentir, nunca difamar ninguém e nunca usar linguagem grosseira ou áspera;

O Verdadeiro Comportamento: nunca roubar, nunca matar, e nunca fazer nada de que possa mais tarde arrepender-se ou envergonhar-se; 

A Verdadeira Ocupação: nunca escolher uma ocupação que seja má, tal como falsificação, manejo de coisas roubadas e coisas semelhantes;

O Verdadeiro Esforço: procurar sempre o que é bom e afastar-se do que é mau;

A Verdadeira Contemplação: não permitir-se  pensamentos que sejam dominados pela alegria ou pela tristeza;

A Fala Correta: não mentir, não criticar os outros injustamente, não usar linguagem grosseira, não comentar sobre a vida alheia.

A Verdadeira Concentração: consegue-se quando todas as outras regras forem seguidas e uma pessoa tenha atingido o nível da paz perfeita.

Buda estabeleceu esses princípios ou Regras de Vida que devem ser observadas pelos seus seguidores...e por todos.

Os ensinamentos básicos do budismo são:  evitar o mal, fazer o bem e cultivar a própria mente...
“Que seus ensinamentos nos sejam úteis para que possamos ver com mais amor todos que nos cercam”

(Irineu Fernandes)

Imagem pesquisada na web, havendo direitos autorais, favor nos avisar para darmos os devidos créditos ou a retirarmos do blog.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Anjos do Toque

Toques Iluminados e Amigos